Inovações Tecnológicas e a modernização da gestão pública

Created with Sketch.

Inovações Tecnológicas e a modernização da gestão pública

Inovações Tecnológicas e a modernização da gestão pública

O CIGA participou na semana passada do 3º Congresso Pernambucano de Municípios, realizado em Olinda (PE). O evento foi promovido pela Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) e teve uma programação bem diversificada, abordando vários temas voltados ao fortalecimento do municipalismo por meio da participação. O diretor do CIGA, GIlsoni Lunardi Albino, apresentou as soluções oferecidas pelo CIGA no painel sobre “Inovações tecnológicas e a modernização da gestão”.

Todos os palestrantes destacaram a importância da integração dos municípios aos consórcios para a aquisição conjunta de produtos e serviços. O Consórcio de Informática na Gestão Pública Municipal (CIGA) teve a oportunidade de apresentar os benefícios da tecnologia para otimizar o desempenho do serviço público. “A inteligência fiscal é uma alternativa tecnológica que pode ser usada em favor da gestão pública”, explicou Gilsoni.

Os rumos da gestão pública

Com o avanço da tecnologia e o alcance cada da internet cada vez maior, se torna evidente que algumas atividades que ainda perduram no serviço público ficarão obsoletas. A implantação de sistemas automatiza diversas atividades e esse cenário apresenta uma oportunidade aos gestores, que é manter um quadro menor de servidores e investir para que tenham uma qualificação melhor e desenvolvam competências que contribuam para o alcance das metas da gestão pública.

1º Seminário Nacional de Consórcios Públicos

Em paralelo ao 3º Congresso Pernambucano de Municípios foi realizado o 1º Seminário Nacional de Consórcios Públicos Intermunicipais, que contou com a participação de consórcios de 25 estados brasileiros. O evento promoveu a troca de experiências e o compartilhamento de boas práticas para a gestão municipal. “O consórcio Público é a ferramenta para fazer política pública de qualidade, principalmente em período de crise”, afirmou o presidente da Amupe, José Patriota.

A especialista em políticas públicas Paula Ravanelli, detalhou a função dos consórcios públicos, que existem para preencher uma lacuna, pois 75% dos municípios brasileiros têm menos de 20 mil habitantes, o que os impede de receber recursos financeiros de muitos programas federais. Dados da Receita Federal apontam mais de 1.200 consórcios ativos no país e os municípios que fazem parte de algum consórcio público é maior que 4 mil, o que equivale a 75% do total das cidades brasileiras.

Se você quiser conferir tudo o que foi abordado durante os eventos confira no site da Amupe.

 

Fonte: http://www.amupe.org
Foto: negativespace.co/CC

Os comentários estão fechados.